Top

Porque você sente dor?

dor

Porque você sente dor?

Para você, sentir dor é ruim? Quando uma dor física ou emocional chega, o que você faz com ela?  Por que ela existe? Você gostaria de evitá-la?

Dor é dor, não importa se ela é física ou emocional, o corpo apenas sente e externaliza o que não pode guardar. Seja em forma de agulhadas ou de lágrimas.
 
Qual é o nosso papel perante a dor?

Quando ela chega o que você faz: Reage como uma criança que desconhece seus sentimentos e chora desesperadamente, se esconde dela, ignora, ou toma um medicamento para ela sumir da sua frente?
O que mais mudou a forma de eu enxergar a vida e meus problemas quando entendi que sou uma pessoa adulta foi sempre me perguntar: ok. Você problema, dor, está aí. Não há como te evitar. Mas como posso solucionar?

O ponto não é o que a dor provoca na sua vida, mas o que você faz com ela para mudar a sua vida?

Não podemos excluir a dor, porque tudo que excluímos, de alguma maneira incluímos em nosso sistema.

O mundo é neutro, a dor simplesmente existe. É você quem dá o poder a ela. Em te paralisar ou te mover. Em te derrubar ou te levantar.

A dor pode ajudar se prestarmos atenção aos sinais  dos aprendizados. É como um beliscão para você prestar atenção. Ele pode ser mais leve ou mais intenso dependendo da atenção que você dá a ela.

Tudo são repetições de memórias familiares. Praticamente não fazemos escolhas, seguimos repetindo o que nos foi deixado nas células. Será por isso que a sua avó teve artrose que você também tem? Você já reparou que as pessoas da mesma família tem os mesmos problemas de saúde? Geração após geração?

E quando irá acabar essa repetição de padrões?

Quando alguém olhar para a dor e dizer: ei, você aí, está querendo me mostrar o que na sua mais pura verdade? Venha aqui, vamos ser companheiras, você me ajuda a entender o que veio fazer aqui e eu deixo você ir embora antes do prazo que você ficaria. E seja grato. Perdoe ela por estar ali. Ame-a e deixe-a ir.

A dor vem e passa, o aprendizado vem e fica.

A dualidade existe e sempre irá existir…

Sol, lua…frio, calor…verão, inverno…claro, escuro…cedo, tarde…dor, prazer.

Se queres sentir prazer, fará parte sentir dor. A dor não precisa ser ruim. Nem evitada. Apenas sentida. Quem foi que disse que a dor é ruim? Assim como o sol e a Lua se completam. O prazer e dor andam juntas. E estão aqui para ensinar. Sabe o que mais? Não damos valor ao prazer, mas veneramos a dor.  Agarramos ela, e como é dificil deixar ir. A dor aperta, o prazer te solta. A dor é permitida sentir, o prazer  soa como um pecado. Se sente prazer parece que se torna egoísta com a dor do outro. A dor precisa ser vivida, aceita, e liberada para seguir seu fluxo e dar espaço a sua outra ponta na dualidade, o prazer.

 Sentir prazer gera culpa. Sentir dor, te enaltece.

Já parou para pensar: quando você sente dor, alguém te cuida, te agrada, te ajuda e você…sente prazer. Porque prazer e dor andam juntos.

A dor é obrigatória, o sofrimento é uma opção. Você pode sentir prazer com a dor, pois quando chega ao ponto da dor, ela está ali para te ajudar a evoluir, nos pequenos passos, nos pequenos prazeres. A dor só quer te levar ao prazer. A pequenas doses de prazer.

Quero te propor algo na sua próxima experiência de dor: 
OBSERVAR: o que essa dor me trouxe até aqui. No que ela está dizendo que estou pronta para evoluir? O que preciso deixar ir? Ahh, porque crescer dói. Escutamos isso desde a infância. Sim, crescer, evoluir dói, mas não precisa gerar sofrimento. E se agarrar a ela, pois a dor só quer  te levar ao prazer.
 

Quero que me conte como sua próxima experiência com a dor, seja ela física ou emocional.

Um ótima semana.

No Comments

Post a Comment